Buscar
  • Caio Amilcar Ulisses de Carvalho Juniro

Os Benefícios da CoQ10 nos tratamentos para engravidar


A fertilidade é uma das primeiras funções fisiológicas que apresentam alterações com a idade. As taxas de gravides nas pacientes que são submetidas a tratamentos de fertilização com óvulos doados de mulheres mais novas, demostraram que a qualidade ovular é o principal fator da infertilidade relacionado a idade. O envelhecimento é conhecido por desencadear uma serie de alterações moleculares que interferem na divisão, descondensação e no fuso das cromatinas no DNA, as tornando desalinhadas.

Os mecanismos moleculares que levam ao envelhecimento dos óvulos são pouco conhecidos, uma possível causa é a deficiência na capacidade de reparação do DNA. O processo de maturação dos óvulos na ovulação é um processo complexo, envolvendo mecanismos nucleares, citoplasmáticos e epigenéticos culminando na formação de fusos mitóticos. Todo esse processo necessita de uso de energia, que é provido pelas mitocôndrias por fosforilação oxidativa. O estado bioenergético do óvulo tem influência em seu amadurecimento, podendo comprometer os embriões.

A produção de ATP (energia celular), envolve a transferências de elétrons na membrana mitocondrial. Cinco vias metabólicas estão envolvidas, as vias I e II oxidam produtos do ácido tricarboxilico(TCA) é transferem os elétrons para ubiquinona, também conhecido como coenzima Q (CoQ). Os elétrons são transferidos para as vias III e IV, gerando um gradiente de prótons que culminam na geração de ATP na via V.

CoQ nas células apresentam propriedades antioxidantes, controlam a redução celular, influencia em varias vias celulares e atua nas atividades celulares. Estudos demostraram que com a idade houve redução nos níveis celulares de CoQ e pesquisas em animais demostraram que o uso de CoQ10 aumentou o número de ovócitos aspirados, aumentou a quantidade de ATP produzidos por esses ovócitos em ratos. Contudo o uso da CoQ10 em humanos não demostrou aumento nas taxas de gravides nem nascidos vivos em vários estudos, porém foi visto em alguns trabalhos o uso de menor quantidade de medicação para o estimulo ovariano e maior numero absoluto de óvulos em pacientes usando a CoQ10. Dessa forma o uso dessa coenzima pode ser uma ajuda nos casos de pacientes com diminuição da quantidade e qualidade de óvulos , contudo mais estudos em humanos devem ser realizados para uma melhor definição de seu uso clinico nos tratamentos para engravidar.

Dr Caio Amilcar .


91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo