Buscar
  • Dra. Fernanda Mauro

Vitamina D na gestação: Descubra a sua importância


A alimentação balanceada na gestação esta diretamente relacionada com o suprimento do feto intra-utero e com a promoção de uma vida saudável tanto para mãe quanto para feto.

A Vitamina D do feto é dependente da materna, logo, uma deficiência mínima de Vitamina D materna pode prejudicar o desenvolvimento fetal, principalmente da parte óssea.

O corte para definir deficiência de Vitamina D não é padronizado, apesar dos diversos estudos, ainda há divergências literárias. O valor mais aceito na gestação é 25-hidroxivitamina D abaixo de 30 nmol/ l.

A recomendação mais comum vista é reposição de 600 U de Vitamina D ( mais cálcio) associado com uma dieta diversificada, quanto maior a deficiência maior a dose reposta.

Além do benefício no desenvolvimento ósseo, estudos recentes tentam comprovar o benefício da reposição da Vitamina D com a diminuição do risco da Pré eclampsia e de fetos pequenos para idade gestacional ( abaixo do peso ideal para as semanas de gestação).

Os estudos que temos até hoje ainda são pequenos, de baixa significância estatística e com uma heterogeneidade das conclusões. Logo, a ingestão de Vitamina D esta relacionada com a reposição materna e prevenção de problemas ósseos fetais/ neonatais, sem correlação comprovada com a prevenção de pré eclampsia e fetos pequenos.

Precisamos de mais estudos para confirmamos todos esses benefícios.

Converse com seu médico para saber mais informações.

 

# Para profissionais de saúde e curiosos:

- Em suma, a pré eclampsia é definida como aumento da pressão a partir de +/- 20 semanas de gestação ou no pós parto com proteinúria positiva (proteína na urina) e complicações sistêmicas associada. Corresponde a causa de 70.000 mortes maternas globalmente. Os fatores de risco associados são primiparidade, historia de pré eclampsia em gestação prévia, disfunção metabólica (obesidade e Diabetes mellitus) e idade materna avançada. Pacientes com Pré eclampsia na gestação tem maior risco de doenças cardiovasculares e metabólicas ao longo da vida.

-A vitamina D associada ao cálcio é a melhor forma de suplementação

-Acredita-se que a Vitamina D seja pro inflamatória e angiogênica e dessa forma iria atuar diretamente na fisiopatologia da Pré eclampsia quando reposta desde o início da gestação.

Os estudos que chegaram a essa conclusão são pequenos, e com uma diversidade em seu grupo avaliado ( idade materna, fumantes, número de gestações anteriores) gerando inúmeros viéses. Assim, não chegaram a um resultado estatisticamente significativo.


51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo